Somos a Nuts

Felipe Pratti

Felipe Pratti

Atendimento

Felipe aqui é Pratti. Gosta de ver os outros cozinhando, bebe moderadamente 750 ml de cachaça mineira e cerveja de qualquer lugar. Capoeirista aposentado, sonha tocar violão como o Yamandu Costa. É da turma dos Beatles e o melhor dono de cachorro ever. Faça chuva ou sol, ele leva seu John John pra passeios gigantes. Menino do sorriso largo, assistiu De Volta Para o Futuro e, de repente, chegou nele. Nuts pra ele é entender os porquês, matutar os "por onde" e fazer cada dia valer a pena.

2

João Santana

João Santana

Eventos

João, em família é chamado de Lô. Faz produção de cenografia, mas dizem que já foi advogado. Odeia burocracia e diz que toma exatos 3 cafés (mas é visto constantemente às voltas da cafeteira) e ouve Paulinho da viola.

2

Juliana Rodrigues

Juliana Rodrigues

Criação

Juliana faz design gráfico, ilustração, jiu-jitsu e skate. Ja fez grafitti e quer pintar quadros, fazer tatuagem (nos outros) e yoga. Fala devagarinho e assistiu Caravana da Coragem. Ouve e dança o que o humor manda no dia. A parte boa é que ela usa fone de ouvido.

3

Kethelyn Costa

Kethelyn Costa

Eventos

Kethelyn é Keth, mas diz que nasceu pra ser chamada de Linda. Rainha da autoestima, faz sucesso e atendimento incrível aos clientes de eventos, mas já foi promoter, entende o lado negro da força. Quer conhecer todos os países do mundo, pra isso acha que merece aumento todo mês. Ouve Mamonas e dança o Vira-Vira. Acredita fervorosamente que o Nuts a mais é ela proprinha. Não pode ouvir barulho de pacote sendo aberto que ela quer.

3

Lidia Paula

Lidia Paula

Redação

Lidia Paula envelheceu e virou LP. Nasceu em uma sexta-feira, escreve algumas coisas e pensa muito sobre outras. Já fez Jocasta, no teatro, e claim de embalagem de arroz. E ainda vai fazer descrição in loco da Aurora Boreal. Ama DR, odeia pergunta sem resposta e toma mais de 10 cafés por dia. Ouve qualquer coisa e dança conforme a música. Pessoa boa pra ela é cachorro, e o Nuts a mais é quando a gente gosta de abrir um job.

3

Rachel Abifadel

Rachel Abifadel

Administração

A Rachel a gente chama de Raxél, mas os pais queriam que fosse só Raquel mesmo, deu ruim. Tem 24, nasceu num domingo de sol e mora no quarto. Hoje é multicoisas, mas já fez voluntariado no WWOOF, couchsurfing, catarses, projetos sociais, produção cultural, danças e meditação, edição de vídeos caseiros e artesanato, deu aula e morou na Holanda. Não toma café e assiste Os Batutinhas comendo batatinha. Sua pessoa preferida é ela mesma, por isso é considerada a guru do amor-próprio.

6

Toni Bacci

Toni Bacci

Atendimento

Atende, planeja e cria, não necessariamente nesta ordem. Acha que mora em São Paulo, mas quando abre a janela da sala enxerga a prefeitura de Cotia. Prefere praia vazia, ouve Jamiroquai e é parceiro pra descobrir comidas hipercalóricas, hipergordóricas e hiperfritóricas.

6

Rodrigo Martins

Rodrigo Martins

Sócio

Rodrigo é manager, atendimento, produtor, RP e, whatever, ele é. Se apropria dos diminutivos e aumentativos pra conseguir fazer as pessoas atenderem qualquer pedido. Se for de comer, ele quer. Depois pensa se gosta. É um elegante cavalheiro que sempre aparece com bombons da Kopenhagen ou cafés Starbucks. Ligado na fase 3 da Eletropaulo, às vezes fica pensatiiiiivo, e aí todo mundo se preocupa.

6

Leandro Duarte

Leandro Duarte

Sócio

Leandro ia se chamar Giovana, mas decepcionou os pais. Nasceu no ano do Dragão, na Maternidade São Paulo, na Rua Frei Caneca, fundada em 1894, desativada em 2003, penhorada em razão de uma dívida de seis milhões de reais e demolida em 2014. (Nooooooossa, ele é o cara das informações). Planeja, atende, toca violão e guitarra e agita conteúdo. Quer fazer doutorado no exterior, mas falta o mestrado antes. Ama música, criatividade, política, projetos, séries e pensar em maneiras novas de fazer as coisas. Odeia golpes de estado, displicência e que tirem as coisas do lugar onde deixou. Toma um café a cada 40 cigarros e é muito Fogo e falta Terra.

6

Rhobson Pompz

Rhobson Pompz

Criação

Era pra ser chamado de Róbyyyííí, virou Bola Pompz Bolhoman. Nasceu em maio e é morador orgulhoso da ZL. Converte ideias em pdf, jpg, html, obj, 3ds, lxo, aep, indd. Faz programa de TV e já fez dieta. Odeia pressão que não seja a de uma turbina de carro. Às vezes toma café, às vezes, não. Assistiu Fome Animal, gosta de comer taco ouve Flying Colours. A pessoa dele é La Batata Mellyssa (vulgo filha). É o único nessa equipe que vai ganhar direito a aspas: “Sim... eu queria muito responder com quantos coelhos se faz uma gangorra... Na boa, fiquei a vida toda tentando encontrar essa resposta...” Sem mais.

6

Gabriella Passos

Gabriella Passos

Adm | Financeiro | Mídia

Gueibis (Gabriella, quando atende o telefone) Adora lasanha, mas jura que toma shake todo dia. Já saltou de paraquedas, quer viajar “pros estrangeiro”, tem um antigo caso de amor com a Kalunga e ataca de mídia, gerente, RH e financeiro. Já foi vista dançando Chiclete com Banana no banheiro. Mora sozinha, mas comprou uma mesa pra 8 pessoas. Nuts a mais: não mede responsa, se cai na mão dela, tá resolvido.

6

Deived Teixeira

Deived Teixeira

Criação

De tem um irmão gêmeo (então, sabe-se lá quem veio pra Nuts hoje). Faz criação, finalização, alteração e um monte de coisa. Odeia Faustão e diagramar no word. Come churrasco, ouve Bezerra da Silva e dança Malandro é Malandro e Mané é Mané, leu o Menino Maluquinho (fofo), vai a qualquer praia ou bar e, pessoa pra ele é o Steve Jobs.

3

Massaru Taira

Massaru Taira

Criação

Massa acha que os pais queriam que o chamassem pelo nome, mas não rolou. Coreano, viatnamita, boliviano, latino oriental e afins, faz direção de arte, já fez 3D de interiores e projeto de marcenaria, mas ama caligrafia e lettering. Toma uma pá de café e come strogonoff de palmito, (siiim, ele é veggie). A parceirice do latincoreovietnojapa é inversamente proporcional à altura (tirem suas próprias conclusões).

3

Bruna Maturana

Bruna Maturana

Atendimento | Conteúdo

Bruna ia ser só Bruninha, mas o povo chama de Una, Bru. Tem 26, mora em sampa, lá quase em cotia. Atualmente faz atendimento, mas já fez texto, revisão, planilha e cafezinho. E vai viver viajando, quem sabe? Não toma café e come hambúrguer! Ouve Backstreet Boys, é claro! Prefere os cachorros às pessoas. Seu Nuts a mais é receber briefing de meia linha por Whatsapp e ainda assim conseguir entregar algo legal.

3

Clelia Piacentini

Clelia Piacentini

Sócia

Clélia é a aquela que você quer sempre por perto. Tem um ritmo todo próprio, ela não anda, ela desfila. Mora na Vila Nova Conceição e demooora em Ilhabela. Vai da criação de campanhas, redação, embalagens a eventos, mas anda atacando no atendimento e "palpitamento". Toma de 3 a 4 cafés por dia, na xícara, porque é phyna. Come spaghetti alle vongole e ouve Beatles. Nuts a mais, pra ela, é a pimenta, e se pergunta todo dia porque será que todos que trabalharam aqui não se esquecem e têm saudades?

2

Danielle Leite

Danielle Leite

Atendimento

Metaleira e motoqueira, mas já foi vista ouvindo Lady Gaga. Resolve a vida dos atendimentos e segura todas as pontas.

2

Fábio Alves

Fábio Alves

Eventos

Capoeirista Jedi 3º Dan, passa logo um rabo de arraia no planejamento de grandes eventos. Não trabalha com encontros de menos de 1.500 pax nem com planilhas Excel com menos de 600 linhas.

3

Eyder Junior

Eyder Junior

Eventos

Eii...der podia ter sido somente Ei. Tem 35, nasceu em maio e diz que mora no Bronx. Faz produção e odeia café (essa combinação existe?). Come batata frita e é da turma dos Beatles. Leu Cem Anos de Solidão e curte Toque-toque Grande (calma, gente, é uma praia). Tá sempre motivado (ensina pra gente, Ei....der).

3

Walter Maniga

Walter Maniga

Criação

Nasceu Waltinho, mas pode ser Waltão, Baldinho, Sulivan, etc. Faz design e ainda vai fazer um filho, plantar uma árvore e escrever um livro... (tá). Odeia hipocrisia, falsidade e o palmeiras. Come churrasco, ouve Rage Against The Machine, Faith No more, Planet Hemp e o Nuts dele é fazer tudo com responsabilidade, sabedoria e entendimento, independente de ser uma campanha de 1 milhão (tá podendo, hein) ou a tag de um bombom.

3